Terça Profética – Pr. Régis

Olá queridões e queridonas! Tudo bem com vocês? 

Como já sabem todas as terças-feiras acontece na Fogo para as Nações a “Terça Profética” e nessa última quem ministrou a Palavra foi o Pastor Régis, nosso líder de jovens, espero que esta venha edificar a sua vida como edificou a minha e de muitos ali presentes naquela noite.  

Pastor Régis

Nós como bom brasileiros que somos não costumamos nos conformar com o segundo lugar, nós equiparamos ser o primeiro como ser o melhor, mas não é essa verdade que se encontrar nos Evangelhos. Vejamos o que diz no livro de  Marcos:

E chegaram a Cafarnaum. Quando ele estava em casa, perguntou-lhes: “O que vocês estavam discutindo no caminho?” Mas eles guardaram silêncio, porque no caminho haviam discutido sobre quem era o maior.
Assentando-se, Jesus chamou os Doze e disse: “Se alguém quiser ser o primeiro, será o último, e servo de todos”. E, tomando uma criança, colocou-a no meio deles. Pegando-a nos braços, disse-lhes:
“Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo; e quem me recebe, não está apenas me recebendo, mas também àquele que me enviou”.  Marcos 9:33-37

 

Era como se eu e você estivéssemos vindo na igreja e discutindo quem iria pregar, ou ministrar o louvor. Depois de toda essa discussão pelo caminho Jesus diz: Se alguém quer ser o primeiro você será o ultimo e servo de todos,  é assim que funciona o Reino de Deus, é assim que é a prática da vida com Jesus. Se os 12 discípulos tiveram problema com isso, nós não teríamos?

Lembre-se sempre: Precisamos aprender a servir a todos.

Temos outra lição descrita no livro de Lucas:

Quando notou como os convidados escolhiam os lugares de honra à mesa, Jesus lhes contou esta parábola: “Quando alguém o convidar para um banquete de casamento, não ocupe o lugar de honra, pois pode ser que tenha sido convidado alguém de maior honra do que você.
Se for assim, aquele que convidou os dois virá e lhe dirá: ‘Dê o lugar a este’. Então, humilhado, você precisará ocupar o lugar menos importante.
Mas quando você for convidado, ocupe o lugar menos importante, de forma que, quando vier aquele que o convidou, diga-lhe: ‘Amigo, passe para um lugar mais importante’. Então você será honrado na presença de todos os convidados. Pois todo o que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado”.  Lucas 14:7-11

Jesus era simples, humilde, aqui ele ensina sobre a conduta. Todo aquele que se humilha será exaltado. Jesus ensinou que grandeza não é questão de ganhar uma competição e sim viver a humildade dele. Pense em quem você pode ajudar para chegar até a corrida final, não o que você pode fazer para chegar em primeiro lugar.

“Quem você está ajudando para chegar ao final desta corrida?”

Jesus não quer saber se você é o melhor apostolo, melhor ministro, mas sim quem você está ajudando.

Vemos em Filipenses que Jesus era humilde:

Se por estarmos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.  Filipenses 2:1-11

O “ser igual a Deus” não era a obsessão de Jesus, e Ele é igual a Deus.

Ele viveu a vida normal de um ser humano. Deus promoveu o ministério de Jesus, nós vivemos numa cultura de não aceitar o segundo lugar, mas a Bíblia nos mostra que o fato de sermos os primeiros não nos faz os melhores.

Não pense em cruzar a linha de chegada antes dos outros, mas em quem você vai ajudar a chegar a linha de chegada junto com você.

Meu conselho e minha oração para nós é que vivamos não pensando em nos auto promover, ou querendo ser melhor que um ou outro, mas que possamos aprender a servir uns aos outros esperando o dia em que iremos chegar ao final desta corrida e que tenhamos “combatido o bom combate” ajudando-nos mutualmente. 

Twitter:  Pr. Régis

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s