Jump

Neste último sábado (07) tivemos no Centro Apostólico Fogo para as Nações mais um Jump este com a Palavra ministrada pelo Fabão, vamos acompanhar:

Não seja louco só de palavras, não seja o avivamento só de palavras, não seja o avivamento só de palavras. Seja um avivamento puro e genuíno, talvez nós sejamos a única bíblia que a outra pessoa poderá ler, nosso testemunho conta muito mais do que palavras.

E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo,
Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
E vos renoveis no espírito da vossa mente; 
Efésios 4:17-23

Em 1692 num laudo médico pela primeira vez foi escrito assim: “Hoje eu vi uma mulher se tornar pura como um pedaço de madeira pela primeira vez.”  Fibrodisplasia Ossificante Progressiva , é uma doença muito rara ela é tida como doença dos ossos, mas afeta os tendões e os tecidos finos, uma pessoa com essa doença se torna enrijecida. Uma paciente aos 5 anos de idade alguns médicos notaram um tumor na região cervical, e falaram que ela estava com câncer e que em três meses morreria, o tumor não cresceu, ela não morreu e aos 35 anos essa mulher foi constatada com essa doença, todos seus membros se enrijeceram.

A palavra de Deus não nos traz uma doença como essa, mas se trás não está bem especificada, mas traz algo muito mais criterioso.

Disse o Senhor a Moisés: “Tenho visto que este povo é um povo obstinado. 
Êxodo 32:9

A palavra de Deus nesta passagem não traz o enrijecimento dos ossos, mas a calcificação do coração, dos sentimentos. Já sabemos a história da galera que saiu do Egito, e desde a época que Moises lutou para tirar o povo do Egito, em todo tempo eles estavam perto do que Deus tinha para eles, passaram por muitas coisas, muito de nós pensamos assim: “A minha fé ia crescer demais”. Aquele povo quando Deus chama Moisés para conversar no alto do monte, eles tiveram medo e falaram: “Nós não sabemos o que houve com Moisés, vamos fazer um bezerro para nós porque precisamos de algo para ver e adorar” e fizeram. Deus não se agradou daquilo, mandou Moisés descer. Deus fez tudo que aquele povo queria, e o mais impactante que Deus poderia ter feito por eles é torná-los ex-escravos, não iam apanhar mais, não iam sofrer mais, e Deus ia com eles e mesmo assim eles preferiam tomar as rédeas de tudo de novo do que confiar a Deus e precisavam de algo para ver e adorar, e Deus disse a Moisés: Desce lá, não tem jeito mais”.

Tudo isso não servia de nada para o povo, mas o problema de Deus para esse povo não era a teimosia, a incredulidade deles, mas os sentimentos deles.

Quando você se fere tendo essa doença seu tendão se enrijece muito mais rápido. Se você está num acampamento num lugar escuro pode ter uma nota de 100 reais no chão e pedirem pra você ir buscar que você não pega, o medo que você tem não deixa.

Porque esse povo precisava ver Moisés? Eles viam milagres acontecerem na sua frente e mesmo assim endureceram o coração.

Hoje você acorda e a mesma manhã que o povo do Egito via você vê, o sol que eles tinham você tem, a coluna de fogo que eles tinham a noite você tem, resposta de Deus e milagre você tem. Se você tem tudo que ele tinha. Você tem milagres toda hora. E às vezes nos esquecemos de confiar em Deus assim como eles fizeram.

Existem dois tipos de fé, a fé do crer que todo mundo tem, todos acreditam em Deus, só que existe a fé do confiar.

Quando precisamos acreditar no impossível é onde é provada sua fé.

Na passagem que diz que Jesus andou sobre as águas indo de encontro aos discípulos eles pensaram que fosse um fantasma e gritaram desesperados, e Jesus disse: “Não temas sou Eu”, Pedro disse: “Jesus se tu és mesmo o filho de Deus faz com que eu vá ate você por sobre as águas”, Pedro se levantou e no meio de todos gritando foi até Jesus.

Nem a tribulação e nem aquilo de pior que está acontecendo na sua vida ouça a voz de Deus. 

Pedro foi andando até Jesus chegando perto veio uma ventania e ele começa a afundar, Jesus segurou em sua mão e disse: Homem de pouca fé porque duvidaste?

Se eu não faria nada do que ele fez e a fé dele é pequena imagina eu que não faria nada disso. Porque se ele fez tudo isso a fé dele é pequena?

Quando Pedro chegou perto de Jesus e este disse homem de pouca fé, a fé não está ligada ao milagre que você tem para receber, no tanto que você ora, nem no pouco e nem no muito, quando Jesus disse isso não foi por causa de suas atitudes. Quando Pedro chegou perto de Jesus e começou a afundar foi devido as águas que estavam turbulentas por causa do vento, e sua perseverança se esgotou.

Quanto tempo dura sua confiança em Deus?

De repente a sua fé dura até alguém pedir oferta na igreja, qual é a garantia da sua fé? Qual a primeira tempestade está sobre a sua vida? Mas será que a nossa fé vai durar até isso?

As vezes confiamos muito mais na força que a gente tem do que na força que Deus nos dá, temos milagres como em Êxodo e nós reagimos como em Êxodo, a fé deles durava até o pão cair sobre eles, a minha fé dura até o meu casamento estar bem, minha fé dura até eu ter abstinência de drogas, dura até o ponto que o pastor fala aquilo que eu quero, porque se amanhã ou qualquer outro dia minha fé não vale mais nada, esse é o tipo de fé que temos? Esse é o tipo de fé que o povo tinha naquela época.

Se deixarmos de confiar em Deus nós assinamos um tratado.

Como é feliz o homem constante no temor do Senhor! Mas quem endurece o coração cairá na desgraça. 
Provérbios 28:14

O que nos leva a falta de fé é o endurecimento do coração como o povo de Êxodo, quando Deus disse “Esse povo é duro de coração”, um dos fatores que deixa o coração enrijecido é a memória curta, nossa memória é muito curta, de repente temos bênçãos para contar instantaneamente, mas a partir de amanhã se cair uma desgraça tudo aquilo que Deus fez para você até ontem não vale mais nada.

“Eu quero trazer a memória aquilo que me dá esperança.”

Outro fator que endurece o nosso coração é o egoísmo, a falta de empatia. Empatia é você se colocar no lugar do outro, viver o que a pessoa vive, quando Deus fala para Moisés que o povo era duro de coração, Moisés se colocou no lugar deles, quando só pensamos em nós mesmos nosso coração se endurece para tudo aquilo que está acontecendo em nossa volta.

Outro fator que nos leva ao endurecimento do coração é quando nós não reconhecemos o quanto somos pecadores, quando começamos a achar que o pecado é normal. Nós somos pecadores mas tem um jeito de consertar tudo, pegando tudo que está rolando na sua vida e encontrando para o pai, deixa ele começar a movimentar na sua vida, deixa ele te apertar e devolver para o mundo de novo alguém pronto, preparado.

Presbítero Fábio Gomes.

“Conhecida como pessach, a Páscoa Judaica celebra a libertação do Egito e reitera o laço para com o Deus que teria possibilitado a execução daquela memorável vitória.”

Em menção a isso nos assentamos no chão, confessamos nossos pecados uns aos outros e oramos juntos. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um domingo de bençãos a todos, mais tarde na Fogo para as Nações Culto de Louvor e Adoração às 19h30.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s